Posted in Comunicados
“CITRINOS DO ALGARVE” SÃO REIS NA REGIÃO, NO PAÍS E NO ESTRANGEIRO.

“CITRINOS DO ALGARVE” SÃO REIS NA REGIÃO, NO PAÍS E NO ESTRANGEIRO.

– Persistem bloqueios urgentes por resolver, mas o papel das associações, entidades públicas, empresários e técnicos tem sido notável.
 
1. Com uma produção anual a rondar as 300.000 ton., os Citrinos do Algarve representam a quase totalidade da produção nacional para consumo em fresco e são o subsetor mais representativo da agricultura regional. São um dos reis na agricultura portuguesa, como a Associação empresarial ALGFUTURO sempre sustentou e é confirmado por  dados do INE relativos a 2016, agora publicados e analisados pela ALGFUTURO.
Mas são também reis pelo seu contributo exportador, que garante ao país uma balança comercial positiva dos nossos citrinos, cada vez mais apreciados no estrangeiro.
E como cúpula maior para a razão do seu reinado sobressai o bem que fazem à saúde e as qualidades organolépticas do melhor a nível mundial, inerentes ao reconhecimento pela União Europeia da Indicação Geográfica “Citrinos do Algarve”.
Estamos perante uma das excelências produtivas do Algarve e do país ,em cuja produção é preciso continuar a apostar, promovendo e incentivando o consumo em Portugal e na nossa região em particular, além da exportação.
Existem características especiais dos solos e clima que são naturais, mas este é também o resultado do trabalho notável que as Organizações de Produtores, Centrais Citrícolas , Associações,  entidades governamentais, autarquias e técnicos altamente qualificados têm desenvolvido. Como a ALGFUTURO tem referido, ainda se pode fazer muito mais e melhor, sendo necessário resolver com urgência problemas como a garantia do abastecimento de água de barragens, mão de obra, aspetos no domínio da produção, apoios à comercialização/exportação, combate sem tréguas ao roubo de fruta dos pomares, etc.
A nível empresarial tem havido significativos progressos a nível de produtividade, acompanhamento técnico, equipamentos de lavagem,calibragem e embalamento com as mais modernas tecnologias,  sendo também cada vez maior a consciência de que os esforços conjuntos no plano comercial/promocionais e outros são fundamentais para a valorização técnica e de preços, face às poderosas redes comerciais e de distribuição existentes.
2. Assumem também relevo na agricultura algarvia, os frutos vermelhos, alfarroba, vinho, mel, frutos subtropicais, carnes, florestas, etc., com problemas e soluções que temos
assinalado em várias oportunidades.
Cumprimentos
15.12.2017
A Comissão Executiva da Associação ALGFUTURO 
 
Partilhe este artigo!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin