Posted in Comunicados
TURISMO: BONS VENTOS DE CONJUNTURA FAZEM ALGARVE ACERTAR PASSO COM RITMO DE CRESCIMENTO DO PAÍS

TURISMO: BONS VENTOS DE CONJUNTURA FAZEM ALGARVE ACERTAR PASSO COM RITMO DE CRESCIMENTO DO PAÍS

Posted in Comunicados
PORTUGAL A ARDER: PESAR, SOLIDARIEDADE, LOUVORES E LAMENTO

PORTUGAL A ARDER: PESAR, SOLIDARIEDADE, LOUVORES E LAMENTO

– Apelo para que perante o horror se definam e implementem as grandes medidas, fora de interesses particulares

Diretamente para os que são atingidos e para todos face às imagens de horror a que o país assiste, os mortos, destruição e sofrimento, convocam-nos à solidariedade, ao mesmo tempo que nos revoltam e fazem interrogar como é isto possível, quase como se fosse alguma praga que nos tivessem rogado.
Por isso e em primeiro lugar, aqui fica o pesar e condolências aos familiares dos falecidos e um abraço fraterno de solidariedade e conforto amigo aos afetados do Algarve ao Minho chegando à tão fustigada Madeira. Só os Açores estão a salvo e bendito seja!
Sabemos que as grandes forças da natureza são incontroláveis, mas também está à vista de todos que as práticas ostensivas contra as suas dinâmicas e regras mais elementares de ordenamento em geral e florestal em particular, em muitos casos estão na base das desgraças provocadas pelas grandes cheias ou gigantescos incêndios. São também as limpezas que não se fazem, as espécies desadequadas, os criminosos à solta, falta de vigilância, incúria de muitos,falta de meios para combate, etc.
É um caldo explosivo de apocalipse que se lamenta, mas com responsabilidades sobretudo públicas (mas também de falta de civismo) agravadas porque os males repetem-se e no essencial depois tudo fica quase na mesma. Associado ao lamento vêm louvores para os que não estando diretamente envolvidos se apressam a ajudar, seja o Governo de Timor, os Açores, a União Europeia, Cristiano Ronaldo, etc.
Mas o louvor maior vai para os soldados da paz que, frequentemente com poucos meios, lutam até á exaustão e muitas vezes com a vida em risco, para defesa do interesse público e das famílias e individuos.
Por último um apelo: que por uma vez e fora de quaisquer interesses individuais ou grupos, se defina e implemente um quadro estratégico em defesa do país e da coletividade!
Cumprimentos
10.8.2016
O Presidente da Associação ALGFUTURO
(José Vitorino)

Posted in Comunicados
ALGARVE FACE ÀS ALTERAÇÕES NO IMI: SERIA MACHADADA NA ECONOMIIA E EMPREGO, AGRAVANDO INSUSTENTABILIDADES

ALGARVE FACE ÀS ALTERAÇÕES NO IMI: SERIA MACHADADA NA ECONOMIIA E EMPREGO, AGRAVANDO INSUSTENTABILIDADES

Posted in Comunicados
PETRÓLEO NO ALGARVE NÃO: PALP E ALGFUTURO DE ACORDO NA INDIGNAÇÃO E DETERMINAÇÃO NA LUTA

PETRÓLEO NO ALGARVE NÃO: PALP E ALGFUTURO DE ACORDO NA INDIGNAÇÃO E DETERMINAÇÃO NA LUTA

– Futuro do Algarve em causa, mas sendo considerado possível parar o processo pela população e com apelo aos Órgãos de Soberania.

Na reunião de quase duas horas realizada ontem  entre as duas delegações (foto) com profunda análise dos problemas, houve consonância na indignação e na determinação na continuação da luta por um Algarve livre de petróleo. Os dirigentes da Algfuturo manifestaram reconhecimento pelo notável trabalho desenvolvido pela PALP-Plataforma para o Algarve Livre de Petróleo.
Foi considerado inadmissivel o total desrespeito pelo Algarve, suas gentes e atividades por parte do poder central, ao concessionar todo o Algarve em terra e no mar, como em nenhuma outra região do país.Tudo com contratos assinados pelo poder central com grandes interesses e multinacionais petrolíferas nas costas dos algarvios e seus representantes na região, o que nunca aconteceria se já  existisse a Região Administrativa.
Além do agravamento dos agora já elevados riscos sísmicos, pelos enormes perigos de poluição e efeitos psicológicos nos investidores e turistas, está em causa a natureza e práticamente toda a economia regional, assente no turismo,pescas,moluscicultura, aquacultura e a agricultura com sabores únicos nos citrinos,, vinhos, medronho,frutos vermelhos, mel, etc, num processo em que qualquer que seja o ângulo de análise, os prejuízos serão sempre muito superiores às apregoadas vantagens.
A paragem do processo é possíivel através da mobilização da população e agentes regionais, contando com : um papel determinante do Presidente da República; decisões consensuais na Assembleia da República; Governo; e Deputados eleitos pelo circúlo de Faro, honrando em concreto o seu mandato em defesa da região e suas populações, entidades a quem se apela.
No quadro exposto, a PALP e a ALGFUTURO irão manter colaboração técnica , de troca de informações e no que mais se justificar.
Cumprimentos
5.8.2016
A Comissão Executiva da Algfuturo