Posted in Comunicados
ZONA DO ARADE: UM TESOURO POR PROMOVER, PELA UNIDADE E DIVERSIDADE DAS RIQUEZAS

ZONA DO ARADE: UM TESOURO POR PROMOVER, PELA UNIDADE E DIVERSIDADE DAS RIQUEZAS

– Grande trabalho feito pelas autarquias, mas falta estratégia, promoção e resolução de problemas importantes pelas entidades regionais e nacionais. É urgente a criação da Região Administrativa do Algarve.

1.Pela análise feita pela Algfuturo, a posição da Associação sobre o presente e futuro da Zona do Arade( Concelhos de Portimão, Lagoa, Silves e Monchique) no barlavento algarvio é de que tem um enorme potencial, capacidade humana e assinalável dinâmica económica, social e cultural, mas continua a faltar por parte das entidades regionais e nacionais uma estratégia e adequado planeamento e meios que garantam a criação de condições para aproveitar adequadamente as complementaridades e riquíssima diversidade de oferta turística, desde as boas praias, bom peixe, vinho e enoturismo, gastronomia, citrinos, mel, medronho/aguardente, ecoturismo, cultura, património,etc,criando mais riqueza e empregos e atenuando a sazonalidade.
De iniciativa das autarquias, em todos os Concelhos há grandes eventos que já são referências regionais e nacionais ( que os Presidentes de Câmara , na imagem,resumiram nas Jornadas do Arade, promovidas pela Teia de Impulsos), mas que justificam maior envolvimento regional.
Mas no essencial, segundo a União pelo Futuro do Algarve, é premente que as entidades regionais e nacionais, por um lado, promovam a Zona do Arade como um todo e, por outro que ,de entre diversos problemas,resolvam o mau funcionamento do Hospital, a arrastada falta de navegabilidade do rio Arade, ampliação do porto de Cruzeiros, garantir água da barragem para irrigação, resposta integrada aos problemas da serra em Monchique e Silves e respetivo repovoamento humano e arbóreo, etc. E muito em particular, juntamente à Câmara de Silves, tudo tem de ser feito para que reabra com urgência o Museu da Cortiça, inaugurado am 1999 e por vicissitudes várias encerrado e abandonado desde há sete anos.
2. Desde a fundação da Algfuturo, os seus dirigentes têm acompanhado e estudado os problemas económico-empresariais e socioculturais  e participado em múltiplas iniciativas em toda a região, como aconteceu recentemente na Jornadas do Arade.
Numa afirmação e sublinhado que resulta do Objeto Social da União pelo Futuro do Algarve, realçamos ser um imperativo que na Zona do Arade e noutras Zonas e Concelhos ,os problemas sejam enfrentados com objetividade , com planos dotados de meios, com prazos de execução e com autoridade democrática regional. E neste contexto, a Região Administrativa do Algarve é fundamental e urgente como temos sustentado, o que também foi defendido com ênfase pelo Presidente da AMAL.
É por isto que a Algfuturo se continuará a bater, ao mesmo tempo que por si e em colaboração com outras entidades aprofundará cada vez mais o estudo dos problemas e promoverá iniciativas  de afirmação, defesa e promoção da região e suas zonas e Concelhos.

Partilhe este artigo!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin