Posted in Comunicados
DESEMPREGO NO ALGARVE ABAIXO DA MÉDIA NACIONAL; SERVIÇOS RESPONSÁVEIS PELA QUASE TOTALIDADE DO EMPREGO (dados do INE).

DESEMPREGO NO ALGARVE ABAIXO DA MÉDIA NACIONAL; SERVIÇOS RESPONSÁVEIS PELA QUASE TOTALIDADE DO EMPREGO (dados do INE).

-DESEMPREGO DOS HOMENS SUPERIOR AO DAS MULHERES; JOVENS DOS 15-24 COM A TAXA MAIS ELEVADA.

Foi ontem publicada pelo INE informação relevante sobre emprego, desemprego e outras matérias relacionadas, para o trimestre Abril/Maio/Junho. No âmbito do Barómetro Social criado pela União pelo Futuro do Algarve e em particular do Observatório para o Emprego/Desemprego, foi feita a análise cuja síntese se torna pública.
1. Comparando com o trimestre homólogo de 2014, o desemprego no Algarve desceu 2,7% e ficou 1% abaixo da média nacional (10,8%, versus 11,9%), sendo que a taxa de desemprego dos homens foi bastante superior á das mulheres (12,4% versus 9,2%).
O grau etário 15/24 anos ,com 24% de taxa de desemprego, registou o valor mais elevado, correspondendo a 4.200 desempregados.
Em termos gerais e em valor absoluto,no trimestre: a população desempregada no Algarve foi de 24.200 e decresceu 6.800; os empregados aumentaram 1.800; mas a população inativa aumentou 5.100.
2. Por outro lado, também se concluiu pela extrema dependência dos serviços, em que a nivel de emprego e considerando todo o tipo de serviços (privados e públicos), a representatividade é de 97% dos 199.700 empregos.
As estatisticas do INE revelam ainda que dos 160.800 trabalhadores por conta de outrém, cerca de 2/3 tem vinculo sem termo e 1/3 com termo. No plano salarial, 39% tem rendimentos mensais líquidos superiores a 900 euros, 34% entre 600 e 900 e 27% entre 319 e 600 euros.

Cumprimentos
6.8.2015
A Comissão Instaladora da ALGFUTURO

Partilhe este artigo!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin